REGULAMENTO DA VPSL

Jan. 4, 2017, 12:45 p.m.
View comments

Regras para as Competições VPSL FIFA 18  

 

Regras gerais

 

As regras abaixo estarão ativas a partir do momento em que forem  publicadas na sessão “regulamentos” na página VPSL. Os jogadores, dirigentes/capitães e times são obrigados a conhecer o regulamento e regras. Não saber as regras ou ter  falta de conhecimento sobre o regulamento, não escusa ninguém de segui-lo. A organização se reserva no direito de mudar qualquer regra como achar apropriado. Quaisquer mudanças a essas regras se tornarão públicas e serão devidamente noticiadas pela administração.

 

  1. Jogadores, capitães e times

 

  1. -Jogador VPSL

Definição: qualquer usuário registrado que faça parte de um time em uma competição ou procure entrar em um time ativo.

 

  1. Requerimentos

Cada usuário deve cumprir os determinados requerimentos para ser considerado um jogador ativo na VPSL:

  1. Não ter nenhum ban/banimento na comunidade que impeça a sua participação.

  2. Ser registrado no site da VPSL (garantido que suas contas e nomes de contas GT/PSN ID/ Origin estejam corretas) atualizando sua gamertag, PSN ID ou Origin ID exatamente como seu nome de usuário na plataforma VPSL. Se você precisar modificar sua GT/ID é necessário esperar a abertura da  janela de transferência a entre cada temporada.

 

Se um jogador assinar com um time, ele deve estar ciente que os jogos poderão ocorrer de acordo com os horários de cada uma das competições. Cada clube tem seu regulamento interno e nós recomendamos que você conheça e aceite essas regras antes de entrar em cada time, para ter certeza de que está apto cumprir seus compromissos com o clube. Se um jogador não for capaz de cumprir com todos os jogos ou acordos com o time, ele deve comunicar a diretoria da equipe antes de fechar com o clube.

 

Uma vez que todas essas etapas forem realizadas, os jogadores estarão autorizados a disputar uma temporada. O jogador possui duas maneiras de participar: Buscando um time pré-existente para integrar o elenco durante as janelas de transferência, ou criando uma equipe, e se tornando manager da mesma.

 

  1. Capitães na VPSL

 

Definição: Um capitão é qualquer jogador ativo, registrado na VPSL que criou uma equipe ou foi designado como o papel de um capitão de uma equipe existente.

 

  1. Requisitos

Qualquer jogador que decida se tornar um capitão, deve atender aos seguintes requisitos:

 

  • Não ter nenhum tipo de BAN na comunidade que evite a sua participação;

  • Não fazer parte de outra equipe registrada na VPSL, independente de comunidade, plataforma ou divisão;

  • Ser o fundador da equipe ou atender aos requisitos para ser um capitão, e ser promovido ao cargo pelo  fundador da equipe;

  • Conhecer, cumprir e garantir que cumpram as regras;

  • Estar acessível e disponível para se comunicar com as demais equipes.

 

  1. Times

 

  1. Tipos de clubes:

 

Clube amador: Este é o tipo de clube que pode ser criado pelos usuários inicialmente;

 

Clube Profissional: São equipes de eSports que operam como uma sociedade limitada, cujo objetivo é participar de competições profissionais de videogames;

 

Clube Oficial: Clubes oficiais cuja licença aparece no jogo EA SPORTS FIFA  (1ª ou 2ª Divisões);

 

Brand Club: Equipes de marcas registradas que receberam a aprovação da VPSL e possuem uma Licença PRO.

 

  1. Requisições Gerais

 

  1. O nome e o distintivo/logo não podem ser ofensivos ou causar quaisquer tipo de desconforto (como referências machistas, racistas, homofóbicas ou religiosas). Em nenhum caso  poderão ser iguais ou similares a outros times dentro da VPSL. A direção se reserva o direito de aceitar ou negar qualquer clube de acordo com seu nome.

 

  1. Clubes não podem usar marcas registradas ou comerciais, caso o capitão não seja o dono direto da marca ou não tenha um documento liberando expressamente tal uso. Em ambos os casos é necessário ter a aprovação da Administração Geral da VPSL. Quaisquer marcas que queiram ser representadas devem adquirir  uma Licença PRO.  

 

  1. É proibido o uso de nomes ou marcas de quaisquer clubes oficiais/reais de futebol sem autorização prévia por escrito. Como no artigo anterior, é necessário a aprovação da Administração Geral da VPSL antes do uso. Coexceçãde clubamadorestodoooutrotipodclubeoagremiaçõeesportivaprofissionaiousemi-profissionaideverãentraecontatcoadministraçãgerada VPSL para devido registro.

 

  1. Para competir, o clube deverá preencher corretamente todos os campos do formulário de registro com informações reais.  



As informações do clube (nome e distintivo) poderão ser editados somente após o término da temporada.

Quaisquer violações dos pontos acima confere permissão à VPSL  para editar quaisquer informações do clube a qualquer momento.

Os capitães dos clubes poderão editar outras informações a qualquer momento durante as competições.

 

  1. Para estar apta a competir, é necessário que uma equipe  tenha uma quantidade mínima e máxima de jogadores de acordo com o circuito:

Majors : Número máximo de jogadores no elenco: 16

Mínimo de jogadores no elenco : 12

Minors: Número máximo de jogadores no elenco: 16

Mínimo de jogadores no elenco: 12

 

  1. Uma vez que a VPSL é uma competição nacional, apenas times brasileiros e organizações operando dentro do Brasil poderão participar da VPSL Brasil.

 

  1. Os times poderão ter no máximo 2 jogadores que não residam no Brasil. Todos os jogadores que moram no território nacional serão considerados jogadores brasileiros, independentemente da sua origem ou nacionalidade. Os times deverão respeitar esse requerimento durante seus registros e janelas de transferência.



  1. Participar na VPSL

 

Uma vez que o time conseguir completar todos os requerimentos ele estará apto a participar das competições oficiais.

Os capitães devem criar suas equipes dentro do seu perfil de usuário. Eles também deverão gerenciar os pedidos de transferências de  jogadores e garantir os requerimentos da regra 1.3.2

Para começar a participar na liga, um dos capitães deverá inscrever a equipe em um dos torneios abertos na página de inscrições.

Os times ficam comprometidos a jogar todos os jogos oficiais agendados, não podendo deixar de  comparecer a mais do que 4 jogos por temporada, e jamais deverão faltar às duas últimas partidas de cada torneio. Descumprir essa determinação causará penalização conforme o regulamento.

Para as partidas de Copa, se um time não comparecer uma das partidas do mata-mata (eliminação direta) ele será eliminado da competição e sofrerá punição.

Quando a janela de transferência fechar, se algum time não conseguir contratar jogadores o suficiente para ter o plantel mínimo segundo a sua divisão, ele cairá de divisão. Os plantéis mínimos para cada divisão estão na regra 1.3.2.5. As janelas de transferência serão estabelecidas para cada temporada e podem ser conferidas aberturas e fechamento na página inicial da VPSL.

Os clubes deverão estar disponíveis para jogar nas competições oficiais dentro dos horários estabelecidos de acordo com cada competição.

  1. Contrato Virtual

      O que é o Contrato Virtual?

O Contrato Virtual é um compromisso de um jogador ou um capitão com seu time. No caso do jogador, o contrato tem uma duração em jogos e poderá ser renovado quando estiver com menos de 19 jogos. No caso do capitão dependerá do tipo de clube: se ele joga para um clube ou marca profissional ou se ele está em um clube amador.  Por causa disso temos 2 tipos diferentes: Contrato de Jogador Virtual e Contrato de Capitão Virtual.

 

  1. Contrato de Jogador Virtual: Direitos e Obrigações

  • Não cumprir com qualquer ponto deste contrato poderá levar ao cancelamento do  contrato, dependendo da recorrência ou severidade do descumprimento.

  • O aceite deste contrato consiste no envio de uma proposta de contrato enviada pelo Capitão para o jogador se juntar a uma equipe, e ele torna-se válido uma vez que o jogador aceitar.

  • Se um jogador for removido pelo capitão no meio da temporada, este será considerado free agent, ou seja,  livre para contratação.

  • Assinar este contrato significa estar ciente das regras e regulamentos da VPSL. Desconhecer as regras não é desculpa para quebrá-las.

  • Jogadores têm o direito de atuar em  qualquer partida oficial da VPSL com suas equipes se o capitão o escalar.

  • Se uma equipe decide liberar o jogador durante a janela de transferência, ele automaticamente estará livre e poderá assinar com qualquer outro clube.

  • Qualquer tipo de ameaça ou insulto a pessoas ou organizações está proibido. O comitê disciplinar determinará quais serão as sanções que poderão levar à expulsão, banimento e/ou ações judiciais  contra o indivíduo.

  • Jogadores poderão sair de um clube por conta própria durante a janela de transferência entre as temporadas. Porém, para que isto ocorra devem pagar a sua multa contratual.  



  1. Contrato de Capitão Virtual: Direitos e Obrigações

 

  • Este contrato é firmado tacitamente ao criar um clube, ou assumir o cargo de capitão de um clube já existente.

  • Não cumprir com qualquer ponto deste contrato poderá levar ao cancelamento do contrato, a depender da recorrência ou severidade do descumprimento.

  • Uma vez aceito, o contrato está em efeito tal qual descrito no ponto anterior.

  • Caso um capitão quebre o contrato unilateralmente, ele será suspenso pelo Comitê Disciplinar. Isso se aplica da mesma forma a capitães de times amadores e profissionais.

  • Se todos os jogadores de uma equipe concordarem que o capitão quebre o contrato, ele não receberá nenhuma suspensão. Se o novo capitão violar o contrato e for suspenso, o capitão que já havia saído estará sujeito às mesmas suspensões do último capitão.

  • O capitão é  o representante público de uma equipe, e é sua responsabilidade realizar quaisquer anúncios e comunicados.

  • Gerenciar o clube corretamente, certificando-se que os jogadores sigam as regras e responsabilizando-se por quaisquer descumprimento de regras cometido pelo seu clube e/ou dos membros de equipe.

  • Manter atualizado o elenco da equipe.

  • Certificar-se de que nenhum jogador banido esteja cadastrado ou permaneça ativo em seu elenco.

  • O capitão tem 36 horas para reportar os jogos no site, ou para notificar a administração a respeito de erros ou problemas. Repetidas violações em reportes podem resultar em medidas disciplinares.

  • Manter contato com capitães de outros clubes para solucionar quaisquer situações ou conflitos que possam surgir.

  • Abrir chamados de suporte ou representar a defesa de seu clube em  chamados abertos por outros clubes.

  • Capitães de clubes oficiais ou Brand clubs são responsáveis por providenciar à VPSL o conteúdo de suas partidas. Essa responsabilidade pode ser delegada pelo capitão a um membro do clube, mas o capitão permanece como parte responsável.

  • Se uma equipe for selecionada pela VPSL para jogar a “partida da semana”, o capitão é responsável por certificar-se de que pelo menos um de seus jogadores transmita a partida de acordo com as instruções dadas pela VPSL.

  • Se um capitão fundador decidir ou for obrigado a deixar o cargo, ele deve transferir o papel de fundador a um dos membros remanescentes da equipe.

  • Capitães são responsáveis pelos membros de seus clubes no que tange o cumprimento das regras de patrocínio e publicidade estipuladas pela VPSL. Isso inclui  a presença publicitária de marcas que obtiveram Licença PRO, ou tenham sido previamente aprovadas pela VPSL. (Nomes de estádio, Gamertags, nomes em camisas, etc).



  1. Janela de transferência

A janela de transferência é o período na competição em que os jogadores podem ser contratados por uma equipe, e as equipes podem contratar jogadores para o seu elenco.

 

  1. Requisitos para ser um jogador Free Agent

 

  • Conhecer os requisitos do jogador VPSL(Ver 1.1.1)

  • Não ter qualquer tipo de BAN que impeça a participação.

  • Não ter um contrato ativo com um clube, independentemente do clube ser profissional ou amador.

 

  1. Caso o jogador tenha um contrato ativo com um clube:

 

  • O capitão deve liberar o jogador em qualquer uma das janelas de transferências disponíveis.

  • O jogador pode sair do clube durante a janela de transferência que acontece entre as temporadas, caso pague sua multa. A menos que o jogador tenha assinado um contrato mais longo com seu clube profissional ou oficial.

 

  1. Requisitos para deixar um clube:

 

  1. As mudanças de clube só serão permitidas durante a janela de transferências.

 

  1. Uma vez que a janela de transferência fechar, um jogador não poderá mudar de clube até a abertura da próxima janela de transferência.

 

  1. Competições e regulamentos

 

  1. Competições:

A temporada da VPSL é composta por 4 competições sendo dois Majors e dois Minors ambos compostos por uma liga e uma copa. Para efeitos de ranking, os campeonatos Majors valerão 100% dos pontos e os Minors 70% Serão eles:

      Majors :

  • Starter League

  • Challenger Cup

 

     Minors:

 

  • VPSL Open

  • Community Cup

 

As partidas serão jogadas Segundas, Terças e quintas das 22h até 00h.

Essas datas serão definidas no calendário a cada temporada, comportando feriados e etc. Haverá exceções nas quais os jogos serão disputados aos domingos. Tipicamente, os domingos serão usados para disputar partidas pendentes da semana anterior

Cada torneio terá um calendário fixo e não negociável. Entretanto, a organização poderá modificar o calendário à sua conveniência, sempre notificando previamente os participantes.

A primeira temporada de 2018 será utilizada para definição das novas séries do CBPRO - Campeonato Brasileiro de Proclubs - que será baseada no ranking consolidado após o término desta primeira temporada.


Cada torneio terá um peso diferente para o Ranking especificado juntamente do seu funcionamento:

Campeonatos Majors:

 

Os maiores torneios da temporada estão dentro do circuito Major, em regra valem 100% dos pontos de ranking. Contudo regras específicas relacionadas ao peso em ranking podem ser aplicadas na liga de divisões, e para equilibrar os torneios conforme a dificuldade dos mesmos.

Para participar de um Major, Serão necessários no mínimo 9 jogadores em campo na partida e o número máximo de jogadores no elenco é de 16.

 

  1. Starter League

 

A Liga é jogada no formato de pontos corridos, todos contra todos. Jogos de ida. Os números de divisões e de equipes por divisão são variáveis, e dependerão do número de equipes inscritas. O número variável de inscritos também afetará o calendário e o formato dos torneios, mas a formatação seguirá as seguintes diretrizes:

 

  • Distribuição de equipes por status: Os grupos serão estabelecidos levando em conta os históricos de divisões da VPSL e VPN. A criação e distribuição das divisões dependerão do número de times em cada plataforma. Nesta primeira temporada haverá até 36 equipes em cada divisão, exceto em divisões mais baixas caso necessitem um número diferente de equipes, a depender da quantidade de inscritos.

  • A Starter League valerá uma pontuação diferente no ranking a depender da divisão de origem do clube na VPN ou VPSL: Série A - 100%, Série B - 85%, Série C - 75%, Série D em diante 60% da pontuação ganha na partida.

  • Critérios de desempate.

    • Quando  times estiverem empatados em pontos, aplicam-se os seguintes critérios de desempate:

      • Vitórias

      • Saldo de gols

      • Gols a favor

 

  1. Challenger CUP

A copa acontecerá em paralelo com a temporada e é composta de 2 fases, uma fase de grupos aleatórios onde os 2 primeiros de cada grupo se enfrentam em um mata-mata.

  • Estão convidados a participar todos os times da série A e B da VPSL e da extinta VPN

 

Na primeira fase os times serão sorteados em grupos de onde 2 se qualificam para a segunda fase.

 

A segunda fase copa  será disputada em 2 partidas, ida e volta, sem gol qualificado e gol de ouro em caso de empate.





  1. Campeonatos MINORS

Os campeonatos Minors acontecerão paralelo aos outros e apesar de contar apenas 70% dos pontos de ranking são oficiais e todas as regras se aplicam. Qualquer infração será julgada normalmente.

Para os campeonatos Minors, será necessário somente 6 jogadores na partida, mas o número máximo do plantel permanece 16.

 

  1. VPSL OPEN

Tradicional torneio de pontos corridos da VPSL com módulos de 20 a 30 times a depender das inscrições, jogos só de ida e aberto a todos.

Critérios de desempate.

  • Quando  times estiverem empatados em pontos, aplicam-se os seguintes critérios de desempate:

    • Vitórias

    • Saldo de gols

    • Gols a favor



  1. Community CUP

A Community Cup é uma copa mata-mata  aberta a todos com até 128 times.

  • A inscrição será por ordem de chegada, os primeiros 64 times tem sua presença garantida

  • As 64 vagas remanescentes só existirão se completar o chaveamento, ou seja, é necessário que mais 64 times se inscrevam

  • Os confrontos serão decididos por sorteio, aleatório usando o sistema da VPSL, não será levado em conta qualquer divisão ou ranking, todos serão iguais.

3.2 Regulamento

3.2.1. Prelúdio ao regulamento de partida

Importante: se os times que forem jogar entre si uma partida oficial jogarem, antes, uma partida de liga, ao mandar o convite de partida pode surgir um problema. Para resolver esta questão, o time visitante deverá criar um time novo, onde todos os jogadores poderão entrar. Eles deverão então informar o rival a respeito do nome desse novo time e chamar a partida normalmente.

 

  • Agenda de jogos:

 

  • Starter League: Segunda-Feira e Quinta Feira: 23:15 e 23:45

  • Challenger CUP: Terça-Feira: 23:15 e 23:45

  • VPSL Open: Segunda-Feira e Quinta-Feira: 22:15 e 22:45

  • Community Cup: Terça-Feira 22:15 e 22:45

 

As partidas podem ser jogadas em outros horários do mesmo dia, se ambas as equipes concordarem com a mudança. É obrigatório avisar um ADM e ter provas concretas com os termos do acordo do novo horário para eventuais questionamentos. Se não houver consenso ou comunicação entre as duas partes (ou prova de comunicação) o horário oficial deverá ser mantido e respeitado.  Os pontos a seguir são exceção.

3.2.1.1 O horário da última partida da Liga não pode ser alterado, mesmo que ambas as equipes entre em acordo. O horário é fixo  e exclusivo. Para todos os times em todas as divisões, os jogos devem começar às 23:45, a única tolerância aceitável são os 10 minutos padrão.

3.2.1.2.  As equipes têm 10 min de tolerância para o início  da partida a partir do horário oficial ou combinado.  No caso de infração, é importante ter uma prova salva de que os convites de partida foram enviados antes do limite de tempo de 10 minutos e não foram aceitos.

3.2.1.3 Se o time não tiver o plantel mínimo de acordo com as regras, será decretado derrota automática.

  • Majors: 9 jogadores em campo

  • Minors: 6 jogadores em campo

 

Se a equipe não tiver o plantel mínimo, deverá notificar o rival que poderá decidir jogar ou não. Se a equipe aceitar a partida, o resultado será mantido e ele não poderá ser feita qualquer reclamação sobre a quantidade de jogadores. Se a equipe não notificar o rival, a partida será considerada automaticamente como vitória do rival e este deverá sair da partida. Se ele não o fizer, será entendido que aceitou jogar contra menos jogadores, e a partida será considerada válida. É extremamente importante salvar quaisquer provas e comunicações entre os managers, a serem enviadas à administração, com o intuito de  ajudar a VPSL a regular seu comitê disciplinar.

3.2.1.4.O uso de Any/QQ é obrigatório. A pessoa que estiver nesta posição deverá ser obrigatoriamente um jogador de linha, nunca o goleiro. Se essa regra for quebrada, a equipe adversária deverá abandonar a partida e será automaticamente declarada  vencedora. Caso isso não aconteça será entendido que aceitou jogar nesta condição e a partida será considerada válida. É extremamente importante salvar quaisquer provas e comunicações entre os managers, a serem enviadas à administração.

3.2.1.5 Não há regra a respeito de 5 minutos para teste de conexão no PC (a não ser que seja acordado anteriormente entre os times).

3.2.1.6 Ambas as equipes possuem somente um quit por partida, para resolver algum tipo de problema (a não ser que ambos aceitem mais recomeços). Deixar uma partida na arena de loading/pre-match é considerado um abandono oficial. Em outras palavras, toda vez que o time rival receber a mensagem de erro “partida terminada por falta de jogadores”. Os times deverão abandonar a partida antes do minuto 10:00 de jogo. Se algum time abandonar após isso será considerado abandono de partida e consequente derrota. A espera máxima para o recomeço de cada partida é de 5 minutos.

3.2.1.7 Os gols feitos antes do abandono da partida serão considerados válidos e deverão ser somados no resultado final da partida.

3.2.1.8 Se um jogo não for jogado por alguma irregularidade, o time que a causou será considerado perdedor por abandono. Essa derrota por abandono será modificada para desempatar as disputas entre os times (se uma derrota por 2-0 ainda mantiver um empate, então será considerada 3-0 a favor do outro time).

 

3.2.2 Regras dentro de campo

3.2.2.1 Não há limitações de estilo de jogo (formação, estilo, excesso de uma jogada específica, perda de tempo etc.) contanto que nenhum BUG seja usado. Cada equipe é livre para jogar como achar melhor. e a seguir ou não seguir o fair-play subjetivo, desde que os regulamentos sejam sempre seguidos.

3.2.2.2 Não há restrições para os jogadores se todos obedecerem às regras legais (não utilizando bugs, hacks ou alguma vantagem similar). Nomes ofensivos ou qualquer forma de publicidade seja no nome ou no uniforme.

3.2.2.3. O receptor de uma cobrança de lateral é proibido de posicionar-se fora do campo, antes ou durante a cobrança. Se isso acontecer, a jogada é inválida e o time que o fizer deverá entregar a posse de bola para o adversário - chutando a bola para fora - para que o outro time cobre um lateral. Se recusar a fazer isso resultará na suspensão do jogador infrator por um jogo.

3.2.2.4 É proibido qualquer tipo de bloqueio ou deliberadamente atrapalhar o goleiro dentro da área quando o goleiro estiver com a bola dentro da área, não importando se ele ele irá ou não  chutar a bola. Jogadores podem colocar pressão no goleiro se ele não estiver com a bola, ou se ele estiver jogando com os pés. Se bloqueio causar perda da posse de bola, esta deverá ser retornada ao goleiro. Se o bloqueio causar um gol, este será invalidado.

3.2.2.5. Jogadores não poderão ficar na linha do gol ou perto da trave para ajudar a defender ou bloquear um falta direta. Esta restrição é somente para as faltas, nos tiros de escanteio esta posição está permitida, porém somente um jogador em cada uma das traves.

3.2.2.6. Se o jogo travar ou sofrer algum bug que não permita que a partida continue, esta será considerada partida suspensa.  Dependendo de como o travamento/bug ocorrer, isso deverá ser entendido das seguintes formas:

  • Antes do minuto 35: a partida deverá recomeçar a partir do minuto que parou, com um tiro de meta do mesmo time que começou a partida.

  • Entre o minuto 35 e o fim do primeiro tempo: Um novo jogo deverá começar, mas será jogado apenas um tempo. A posse de bola inicial será do time que não deu a saída de bola na partida original. Se não for claro quem começou, a posse será de quem o jogo escolher.

  • Entre o segundo tempo e o minuto 85:59: o jogo recomeçará a partir do minuto que foi desconectado (por exemplo se o jogo travar no minuto 70, a segunda partida recomeçará no 25). A partida recomeçará com um tiro de meta do time que começou a partida original.  

  • Após o min 86: a partida será considerada válida.

Nesses casos, os resultados anteriores deverão ser somados ao resultado da partida continuada.

Se não há consenso ou prova da desconexão uma nova partida deverá ser jogada no mesmo dia da partida original.

3.2.2.7 Não cumprir o número minimo de jogadores em campo, será considerado W.O.

3.2.2.8 Não serão permitidos Mods (online/offline) nas competições da VPSL, a menos que seja um MOD Oficial da VPSL.

3.2.2.9 Modificar ou obter vantagens ou êxitos de maneiras inadequadas (modificando os arquivos do jogo) é ILEGAL. O jogador será banido permanentemente, e o capitão, se conivente, será suspenso. A equipe perderá os jogos se a reclamação for apresentada até 36h após a partida. Caso seja apresentado após as 36h os resultados não se alteram.  

3.2.2.10 Se a equipe tiver 4 jogadores suspensos por mais de 3 jogos, o time automaticamente perderá estes jogos de W.O.

3.3 Regulamento Pós-Jogo

3.3.1 Em caso de empate em uma partida de Mata-Mata, haverá um jogo de desempate. A regra do Gol de ouro se aplica; Caso os times entrem em acordo, podem jogar um jogo completo ou optar pela regra do gol de prata. O time mandante será o clube com mando de campo no segundo jogo.

Se um jogador receber cartão vermelho, este não poderá participar da próxima partida do Mata-Mata, mesmo que seja um jogo de desempate.

3.3.2 As equipes devem reportar as partidas em até 36h após a realização da partida. Se não for feito, o time receberá uma Advertência e o capitão recebe uma suspensão de 1 jogo. Essa suspensão crescerá proporcionalmente ao número de partidas sem reporte.

3.3.3 Os capitães de equipes são responsáveis pela captura de todas as estatísticas (Suas e do adversário) para que tenhamos uma contra-prova, assim evitando manipulação nas imagens de reporte.

3.3.4 Sempre que houver um erro no report da partida, esse deve ser relatado à ADM o mais rápido possível. Estes e quaisquer outros incidentes devem ser informados  antes das 36h posteriores à realização da partida. A falha em relatar erros no report da partida resultará em Advertência.

3.3.5 As estatísticas do jogador que usou a posição ANY, que foram feitas por um BOT (e não seu próprio Pro), não serão gravadas como estatísticas individuais.

3.3.6 Os clubes poderão abrir um caso para apresentar queixas sobre um jogador ou uma equipe, mas as pontuações serão modificadas somente se a queixa for feita dentro de 36 horas após o jogo ter sido jogado. Após esse período, qualquer violação relatada e provada resultará em ação disciplinar contra o jogador/equipe, mas a pontuação não será modificada.

 

blog comments powered by Disqus